domingo, 23 de julho de 2017

Cajueiro divulga a lista dos/as jovens selecionados para a entrevista do projeto Na Trilha da Universidade - 2a fase



 Estamos preparando o segundo semestre com os projetos que estão em nosso planejamento de 2016 - 2020. O Projeto Na Trilha da Universidade #TrilhaUni continua com sua nova turma.

Veja o nome dos/as jovens pre-selecionados/as . Veja abaixo as informações dos próximos passos.



AMANDA SOARES CARVALHO
ANA BEATRIZ SOUSA SOARES DE CASTRO
BEATRIZ CAROLINA DARA NEVES SALDANHA
CARLOS ANTUNES DA SILVA
CAROLINNE VITORYA DE JESUS SANTANA
CAROLINY CARNEIRO
DEIVYDE SANTOS BRITO DA SILVA NUNES
EDMARA RUANA FREIRES SENA
FELIPE MARTINS DOS SANTOS
GABRIELLE PACHECO DE ARAÚJO
GLEICYELLE ASSIS SALES
HERNANDES MARTINS PEREIRA
ISAQUE LOPES DE SOUSA SILVA
IZAMARA OLIVEIRA DOS SANTOS
JHONATAN ERIK OLIVEIRA SILVA
JOCIARA CAETANO PEREIRA
JOISLANY DIAS SANTOS
JOSE NEDILSON PEREIRA DA SILVA
JOYCE CRISTIELLY NUNES RODRIGUES
KALLINI SANTOS REIS
KAWÊ GUILHERMY ANDRADE CARDOSO
KETHELLY LORRANE PEREIRA DE OLIVEIRA
LARICE PINTO MAIA
LUCIMAR ANTUNES DE JESUS LOPES
LUMA FIGUEIRA DA SILVA
MARCUS TÚLIO MASSON NUNES
NIKOLLY KRISHNA ANDRADE MENDES
PAMELA SAMARA NOVAIS BATISTA
PATRICIA CRISTINI VIEIRA CARMO
PEDRO PAULO DE CARVALHO NUNES
RAMON DUARTE BASTOS
REGISMARY DE CAMARGO
RODRIGO CÂNDIDO QUEROZ
SABLYNE DA SILVA CUNHA
SARAH NOEMMY EUGENIO DA SILVA
SIARA DIVINA ALVES DUARTE
STEFANY MONTEIRO PEIXOTO
VINICIUS PEREIRA GONÇALVES
VIVIANE ANDRADE FERREIRA SANTOS
YASMIM VENANCIO MARTINS

 Informações sobre o Projeto TrilhaUni
Público – Jovens de 17 a 30 anos
Período do curso - 07 de agosto até o dia 14 de novembro2017 - agosto, setembro, outubro e novembro.

Horário: 19h às 22h, de segunda à sexta, com atividades vespertinas para quem puder, e algumas atividades no final de semana.

Endereço onde será o curso e o processos de seleção: Rua 83, n. 361  Setor Sul – Goiânia/GO.

Calendário para as novas inscrições, serão 40 vagas.
1. Inscrições:05 a 20 de julho de 2017.
     a) 1a fase - Preencher o formulário online
     b)  24 de julho resultado da pré-seleção das pessoas selecionadas para a entrevista
     b) 2a fase - 31 a 02/08 -  Entrevistas (das 17h às 20h)
     c)  04 de agosto - Divulgação do Resultado da seleção.
Os resultados da pré-seleção e da seleção serão divulgados neste site e na página do facebook Centro Cajueiro.

Matrículas - dia 07/08   
Início das  aulas - 08/08

Para a Matrícula : documentos pessoais, comprovante de endereço, colaboração única: de R$ 20 reais a R$ 50,00 (quem tiver alguma dificuldade procurar a coordenação do projeto para combinar ou ainda, quem puder doar um valor maior ou outra coisas necessárias ao projeto, também procurar a coordenação)

Informação no whatsapp em horário comercial (62) 991349793 

Obs. Se você deseja ser uma pessoa colaboradora do projeto ente em contato -
visite e curta nossa página no Facebook - Centro Cajueiro.

sábado, 15 de julho de 2017

Ofício de celebração dos 20 anos da Páscoa de Floris - Luis Duarte, Rezende Bruno, Padre Mirim e Jean




Ofício Divino da Juventude
20 anos da Páscoa de Floris:
Celebrar as flores que brotam da doação...

Amadas/os jovens! Amadas/os adultos, cuidantes,
amantes e assessoras/as de jovens! Apresentamos essa
proposta de Ofício Divino da Juventude para rezarmos juntos/as os
20 anos da Páscoa do Pe. Floris, para agradecer as flores que brotaram
 de sua vida doada...

1 – Chegada - Silêncio - Oração pessoal

            Vidas pela vida, vidas pelo Reino, vidas pelo Reino.
Todas as nossas vidas, como as suas vidas, como a vida d’Ele,
O Mártir Jesus!
ou:
E há flores vermelhas gritando por sobre os Cerrados!
ou:
Do tronco da vida, mesmo ferida, nasce uma flor, rindo da dor... 

2 – Abertura

- Venham, ó nações ao Senhor cantar! (bis)
Ao Deus do universo venham festejar! (bis)

- Dos porões da morte, Cristo ressurgiu! (bis)
E em flores de alegria, o sertão se abriu! (bis)

- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)
Glória à Trindade Santa, glória aos Deus bendito! (bis)

- Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis)
Mártires todos, cantem a Deus louvação! (bis)

3 – Recordação da Vida

Neste momento somos convidadas/os a recordar a vida, o testemunho, as lições, as frases, os        ensinamentos e as palavras do Padre Floris - Florisvaldo Saurin Orlando - que marcam nossas vidas e a vida de tantos grupos de jovens de nossa Latino-América.

(Para auxiliar na recordação da vida, sugere-se a leitura do texto
“Um assessor exemplar da Pastoral da Juventude – P. Florisvaldo Orlando”,
escrito pelo Pe. Hilário Dick):


Não me lembrava do dia, só sabia que era na metade de julho. Consegui confirmar: 16 de julho de 1997. Morria, em Goiânia, mais um mártir da juventude e do câncer. Ele se chama P. FLORISVALDO ORLANDO.


Conheci-o quando ele era um padre novo, trabalhando com jovens em São Luiz de Montes Belos, em 1981. Impressionou-me a sua pedagogia e sua vontade de preparar-se melhor no trabalho da evangelização dos jovens. Foi assessor nacional, indicado pelos jovens, de 1990 a 1994. Teve que enfrentar um tempo difícil, aceitando a nomeação dos bispos em 1989, o tempo da transição do mundo apolíneo para o dionisíaco, tornando-se – no meu parecer - mártir da juventude. O P. Floris (é assim que todos o chamavam) amadurecia na assessoria do Regional Centro-Oeste fazendo da Casa da Juventude, em Goiânia, seu lugar de pensar em mutirão os diversos aspectos da Pastoral da Juventude que marcam esta Pastoral até hoje. 

Entre as pessoas com as quais trabalhava destacam-se o P. Albano Trinks S.J. (falecido m 1994) e Carmem Lúcia Teixeira. Não se entende a Campanha da Fraternidade da CNBB de 1992 – Juventude Caminho Aberto – sem o P. Floris. Foi no tempo do P. Floris que aconteceu, igualmente, o 1º Congresso Latino-Americano da Pastoral da Juventude, em Cochabamba (Bolívia). Concluída sua missão de Assessor Nacional (1994), teve que se acostumar com um câncer que o levou para a Casa do Pai em 16 de julho de 1997. 

O P. Floris era Passionista, nascido no norte do Paraná, trabalhando na paróquia de São Luiz de Montes Belos, em Goiás, bastante longe do Santuário da Trindade, a caminho de Mato Grosso. Em 1982 convidei-o – como assessor nacional – para participar de um Grupo de Trabalho para pensar a evangelização da juventude no Brasil. Resultou num subsídio que a CNBB assumiu. Mais adiante – no Instituto de Pastoral da Juventude, em Porto Alegre – recebi dele uma carta longa, de letra pequena e bonita, pedindo sugestão para um local onde pudesse estudar juventude. Veio, com mais um colega, fazer o Curso de Assessores de Jovens. Um fato doloroso – assim o considero – foi o tratamento que algumas lideranças da PJ tiveram com ele na 10ª Assembleia Nacional em Vitória, não aceitando que ele fosse reeleito. Por vezes penso que foi ali que o câncer dele se tornou mais violento. 

Quando Floris estava doente, com pavor da quimioterapia, o Leandro, a Enedina, o Beto e eu nos metemos naquele “Gol” azul do IPJ e nos mandamos para Goiânia. Dissemos para ele que era uma visita, mas, de fato, era uma despedida. Nunca viajei tão longe para ajudar a enterrar um companheiro de luta. O enterro foi em São Luiz de Montes Belos, perto de Iporá. Quem me ajudou nesta decisão foi a Carmem Lúcia que, quando o P. Albano Trinks estava para partir para o Pai, em São Leopoldo, ela veio de Goiânia cuidar dele.

Será que hoje em dia nós falaríamos de “Processo de Educação na Fé” sem P. Floris? Onde andaria nossa discussão sobre “Assessoria e Acompanhamento”? Quantos livretos daquela coleção se espalharam pelo Brasil? Ele me faz lembrar, além do P. Albano Trinks, o P. Horácio Penengo que também partiu se esquecendo de dizer “Até logo”. Quantas vezes ele comigo e eu com ele nos retirávamos da agitação dos encontros para fumar um cigarro... Entre os quadros que mandei enquadrar está o P. Floris, com seu jeito de 47 anos. Relendo os princípios que o P. Floris assumia como assessor confirmo tudo que disse sobre ele, sobre assessor: o melhor assessor que conheci na minha caminhada junto aos jovens e assessores da PJ.





4 – Hino – Celebrar a vida

Recordando a vida e a doação do Floris, cantemos o Hino do
II Congresso Latino-Americano de Jovens, fazendo memória de sua
entrega no serviço à juventude do Continente, como assessor da
PJ Latino-Americana.  

Eu ouço vozes que brotam das entranhas deste continente jovem.
Cantando seus sonhos, sua luta, sua fé, sua vibração.
Esse canto sai do chão, ultrapassa o mar, sobe a cordilheira.
E a harmonia das vozes espalha esperança de vida no ar.

Num canto que por sua força ecoa por todo o continente.
Num canto que por sua força ecoará para além do novo milênio.
Hou, heeei, hou, hooou! Hooou! Canta, latino-América jovem!

Com profetismo e alegria respondem ao chamado do Deus da vida
Para lutar com coragem contra a injustiça e a exclusão
Diante de um mundo em mudanças promovem o novo e são protagonistas
De iniciativas de solidariedade e vida em comunhão


6 – Salmo 8

Da nossa escola de oração, juntemos nosso louvor e gratidão ao Senhor dos pequeninos pelas maravilhas que fez e faz na história. Entoemos juntas e juntos nossa prece sálmica ao nosso Deus pelas flores que brotam da vida do Floris.

1. Teu nome é, Senhor, maravilhoso, por todo o universo conhecido;
O céu manifesta a tua glória, com teu resplendor, é revestido.

2. Até por crianças pequeninas perfeito louvor te é cantado;
É força que barra o inimigo, reduz ao silêncio o adversário.

3. Olhando este céu que modelaste, a lua e as estrelas a conter;
Que é, ó Senhor, o ser humano pra tanto cuidado merecer?

4. A um Deus semelhante o fizeste, coroado de glória e de valor;
De ti recebeu poder e força de tudo vencer e ser senhor.

5.Dos bois, das ovelhas nos currais, das feras que vivem pelas matas;
Dos peixes domar, dos passarinhos, de tudo o que corta o ar e as águas.

6. A ti seja dada toda a glória, Deus, fonte de vida e verdade,
Amor maternal que rege a História, vem, fica pra sempre ao nosso lado.

(Silêncio. Oração. Meditação)

7 – Leitura Bíblica
Aclamação:  Desça como a chuva a tua Palavra, que se espalhe como orvalho,
como o chuvisco na relva, como o aguaceiro na grama. Amém! (Cf. Dt. 32,2)

Leitura Bíblica: Mt 6, 28-33

"Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam. Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles. Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos? São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo." 

8 – Meditação / Partilha / Silêncio
Floris, hoje celebramos 20 anos de tua Páscoa. Páscoa que viveste na certeza “de que o Pai só quer a vida. Mesmo que não possa evitar a Cruz”. Páscoa que é sua “oferta, junto com a de Jesus, pela libertação do povo e, especialmente, pelas/os jovens e pela Pastoral da Juventude do Brasil e da América Latina”. E por isso, nos unimos em prece para celebrar sua vida, agradecendo as flores que brotam de tua doação.
Atentas/os às palavras do Senhor, queremos olhar os lírios do campo, olhar as flores que brotam de sua vida, de seu ministério, de sua Páscoa. Queremos comungar da rosa que arde em paixão pela vida da juventude e dos pobres, para que nossas vidas sejam fieis ao Reino de Deus, que buscamos em primeiro lugar.

Mantra: Do tronco da vida, mesmo ferida, nasce uma flor, rindo da dor, ôôô...

9 – Cântico bíblico – Isaías 65, 17-25
Juntando nossas vozes às de todas as pessoas que sonham um novo céu e uma nova terra, fincados na Esperança bíblica que nunca morre, rezemos (ou cantemos), esse canto da profecia de Isaías que o Floris sempre pedia para cantar ao final das celebrações e momentos de formação.

Amadurece a cada instante uma esperança
de um mundo novo povoado de irmãos.
Se você pode acreditar, comece agora,
e /: não tenha medo de ser livre até o fim.:/

1. Lobo e cordeiro pastarão na mesma relva,
e em vez de armas nucleares infernais
construiremos casas, ruas e escolas,
caminhos novos pra igualdade universal.

2. Não haverá mais compradores de justiça
e a liberdade não será mais ilusão.
Só a verdade será fonte de notícias
e poderemos crer no homem outra vez.

3.Não temeremos o futuro das crianças
e a juventude terá novos ideais.
E quem achar que tudo isso é utopia
pague aluguel do seu nome de cristão.

10 – Preces
Irmãs e Irmãos, celebrando a vida de Floris e sua opção preferencial
pela juventude, agradeçamos ao  Senhor pelas flores que
brotam de sua vida e doação. A cada prece, rezemos juntas e juntos:

R:. Te agradecemos, Senhor, pelas flores que brotam da doação.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa da paixão radical pela vida
dos pobres e das/os jovens. Que essa paixão que moveu a vida do Floris mova também nossas.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa do acompanhamento à vida da juventude. Que a
memória do Floris nos faça melhores acompanhantes das/os jovens, num cuidado fiel à vida.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa da formação integral, missão assumida pela Pastoral da Juventude no cuidado com a vida. Ajude-nos a formar mulheres e homens plenas/os, integrados, felizes e comprometidas/os com o Reino.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa da memória. Aprendemos de ti esse cuidado com a memória. E te pedimos a graça de sermos amantes e fiéis à memória.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa da amizade. De fato, a amizade pisa na cara do capitalismo. Ajude-nos a tecer relações de fidelidade e entrega.

- Te agradecemos, Senhor, pela rosa e presente que é o grupo de jovens. Ajude-nos a nuclear, cuidar e acompanhar muitos grupos de jovens, pela felicidade da juventude.

Preces espontâneas...

11 - Pai-Nosso das/os mártires
Irmanados pela Esperança que não decepciona, cantemos a certeza da caminhada:

Pai Nosso dos pobres marginalizados.
Pai Nosso dos mártires, dos torturados.

1. Teu nome é santificado naqueles que morrem defendendo a vida.
Teu nome é glorificado quando a justiça é nossa medida.
Teu Reino é de liberdade, de fraternidade, paz e comunhão.
Maldita toda violência que devora vida pela repressão. Ô, ô, ô, ô...

2. Queremos fazer tua vontade, és o verdadeiro Deus libertador.
Não vamos seguir as doutrinas corrompidas pelo poder opressor.
Pedimos-te o pão da vida, o pão da segurança, o pão das multidões,
o pão que traz humanidade, que constrói o homem em vez de canhões. Ô, ô, ô, ô...

3. Perdoa-nos quando por medo ficamos calados diante da morte.
Perdoa e destrói os reinos em que a corrupção é a lei mais forte.
Protege-nos da crueldade, do esquadrão da morte, dos prevalecidos.
Pai Nosso, revolucionário, parceiro dos pobres, Deus dos oprimidos. Ô, ô, ô, ô...



12 – Pai-Nosso

13 – Oração do II Congresso
 Latino-americano de Jovens

Senhor da vida e da história!
Com os pés e o coração na terra,
levantamos nossos olhos para o futuro.
Somos jovens da América Latina,
herdeiros de um caminho milenar.
Tua palavra nos convoca, nos une e
nos anima para este profetismo arriscado que nos pedes.
É hora de anunciar uma alvorada de esperança;
É hora de abrir sulcos de justiça e liberdade;
É hora de abrir portas na América Latina para um Novo Milênio com Paz e Verdade.
Encoraja nossos passos neste dar a vida na Cruz da História e da solidariedade.
Virgem de Guadalupe, Mãe Jovem da América, acompanha-nos.
Amém!

14 - Benção
           
Que a terra abra caminhos sempre à frente dos teus passos.
E que o vento sopre suave os teus ombros.
Que o sol brilhe sempre cálido e fraterno no teu rosto.
Que a chuva caia suave em teus campos.
E até que nos tornemos a encontrar.
Deus nos guarde no calor do seu abraço.
E até que nos tornemos a encontrar.
Deus nos guarde, Deus nos guarde em seu abraço.
Amém! Axé! Aweré! Aleluia!

14 – Ciranda

Encerrando este ofício agradecendo as flores que brotam da vida de Floris, todos/as são convidados/as a dançarem essa ciranda. (CD. Elba Ramalho ou outro).

Ciranda da Rosa Vermelha



Teu beijo doce tem sabor do mel da cana
Sou tua ama, tua escrava, meu amor.
Sou tua cana, teu engenho, teu moinho
Tu és feito um passarinho que se chama beija-flor.

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer




Quando tu voas pra beijar as outras flores
Eu sinto dores, um ciúme e um calor
Que toma o peito, o meu corpo, e invade a alma
Só meu beija-flor acalma tua escrava, meu senhor

Sou rosa vermelha
Ai! Meu bem querer
Beija-flor sou tua rosa
E hei de amar-te até morrer